segunda-feira, março 05, 2018

FRACASSO RETUMBANTE DO SOCIALISMO NO SÉCULO 21



Santa Elena do Uairén é um "pueblito miserável na fronteira que se transformou na porta de saída da Venezuela para o Brasil. 


Estima-se que por lá passam diariamente 700 almas famintas, sem-teto, sem-terra, sem remédios e sem esperanças, carregando nas costas pesados sacos de papel monetizado (dinheiro) sem valor algum e que mal valem um PF de arroz com feijão, banana e carne de terceira. 

Naquele ponto de escape uma simples refeição custa em média 1.120.000 bolívares, um pouco menos do que o novo salário mínimo, fixado recentemente em 1.307.646 bolívares, pelo ditador socialista-comunista, Nicolás Maduro. 

Na cotação oficial, o novo salário equivaleria a US$ 30, mas no mercado paralelo, que é utilizado pelos venezuelanos em todas as operações financeiras, o mesmo salário, pago a um trabalhador, não chega a míseros US$ 6, algo equivalente a R$ 19,00 por mês. 

Eis, mais um PRAVA CONCRETA do FRACASSO RETUMBANTE do famigerado SOCIALISMO, essa praga ideológica sem cura e sem remédio que os petistas, comunistas  e socialistas cretinos, pilantras e vigaristas do Brasil tanto defendem.

O COMUNISMO, disfarçado de socialismo, mais do que todas as pestes ou hecatombes, é o flagelo maior que já se abateu sobre o homem desde o início dos tempos. (Ruy Câmara)

Ruy Câmara