terça-feira, outubro 29, 2013

SOBRE A POLÊMICA INÚTIL DAS BIOGRAFIAS DE OPORTUNIDADES

Sinceramente, não tenho uma opinião formada sobre esse debate inútil envolvendo a publicação ou não de biografias não autorizadas de gente famosa. 

Na condição de autor e de biografo-ficcional do genial, Lautréamont (um jovem poeta decadente que se matou aos 24 anos) não tenho o mínimo interesse debiografar nenhuma dessas beldades midiáticas, nenhuma, sem exceção.

Os famosos do Brasil ou de qualquer outro país, podem ficar totalmente despreocupados em ralação ao meu ofício de escritor comprometido com a boa literatura, pois nem por muito dinheiro, nem por muito prestígio ou fama, eu me daria à pachorra de escrever sobre essas beldades que andam por aí deslumbradas com a fama que conquistaram.

E para ser conciso, deixo aqui um registro sumário sobre o tema: nenhum desses vultos me interessa, muito menos me interessa bisbilhotar suas vidinhas. Prefiro aproveitar meu tempo de escrituras ocupando-me com os vultos geniais que edificaram a literatura com L maiúsculo, todos renegados e esquecidos na cauda do tempo.

Quem ouviu falar de JEREMIAH BEN ZACARIAH? Ninguém, com certeza, mas é esse o personagem central do meu próximo romance, obra que me furtou apenas 8 anos de trabalho diuturno.