quinta-feira, outubro 22, 2015

FARSA DE EMBUSTEIROS FEDERAIS DUROU 235 DIAS

Alguém sabe quanto custou ao contribuinte a farsa dos embusteiros federais que chamam por aí de CPI da Petrobras? 

A empresa de consultoria Kroll, cujo empenho e desempenho são duvidosos, embolsou R$ 1.000.000,00. Sem contar o tempo perdido e os gastos com transmissão de TV ao vivo, os farsantes torraram R$ 373.310,53 com viagens dos deputados e dos depoentes que nada falaram aos marmanjos do circo. E torraram algo em torno de R$ 458.000,00 com honorários, alimentação e mordomias. Tudo isso para quê? Para NADA. 

Claro está que o contribuinte brasileiro não pode continuar pagando caro para esses farsantes continuarem fazendo malabarismos no picadeiro do Congresso Nacional. 

Após 8 meses de farsa o deputado relator, LUIZ SÉRGIO (PT-RJ) concluiu o que a mais demente prostituta da Babilônia já sabia: que a Petrobras foi vítima de um cartel de empreiteiras, com a cumplicidade de alguns maus funcionários. Sem meias palavras, o relator da farsa fez duras críticas à Operação Lava Jato (imaginem) e de quebra inocentou de uma só vez todo o alto comando do BANDO, começando pelos ex-presidentes da Petrobras, José Sérgio Gabrielli e Graça Foster e também a ex-presidente do conselho, DILMA e o CHEFÃO DA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, LULA. 

Triste do País que tem um Congresso Nacional como o do Brasil, com tantos farsantes e embusteiros federais torrando o dinheiro nosso impunemente.