domingo, junho 29, 2014

O DECRETO SOVIET DE DILMA

O decreto traiçoeiro e oportunista que cria o SNPS (sistema nacional de participação social) é a maior afronta contra a democracia, contra a liberdade e contra as garantias individuais dos cidadãos brasileiros.

O que Dilma e o PT estão criando é o famigerado comissariado do povo, que é o caminho para submeter toda a sociedade aos ditames de conselheiros e dedos-duros que atuarão em cada comunidade com poderes de polícia política do regime.

Esse decreto oportunista (assinado no calor da Copa) é mais um sofisma de distração, que traz a ideia de que os movimento sociais são a mais pura manifestação da democracia. A história mostra exatamente o contrário. Onde criaram tais castas de burgueses stalinistas (pagos pelo povo para dedurar o cidadão), em pouquíssimo tempo toda a sociedade foi submetida às vontades do(a) tirano(a) e sob estreita vigilância dos agentes mercenários do regime.

Ora, uma das maiores conquistas da humanidade consiste justamente na implantação da democracia representativa nos países civilizados, que tem como fundamento dar voz aos cidadãos e não a um grupo de agentes que atua a serviço do tirano.

O povo brasileiro não sabe e nem imagina o que é viver tutelado por milhares de agentes de bairros, com poderes de polícia política, ditando regras improvisadas sem nenhuma consulta ou aprovação dos cidadãos.

O povo brasileiro também não sabe das medidas que estão impostas paulatinamente para inviabilizar as viagens internacionais e as remessas de dinheiro para os turistas ou residentes no exterior. Todos os bancos no Brasil (oficiais e particulares) já estão se adaptando às novas regras de controles impostas pelo Banco Central e Receita Federal, e logo mais não será possível (tal como ocorre na Argentina) comprar dólares para viagens, senão e apenas quando o governo conceder uma permissão especial.

Como o Brasil está a caminho de uma quebradeira (a dívida ultrapassa 3 trilhões de Reais), tudo nos leva a crer que Dilma, em sendo reeleita, confiscará todos os bens financeiros que estão depositados em contas bancárias, não apenas como forma de impedir a fuga de capitais, mas para levar adiante a gastança com populismos e mentiras.

O Brasil não tem alternativas: ou removemos esse desgoverno do poder agora e já, ou amanhã estaremos vivendo um longo e doloroso período da história do Brasil.