sábado, agosto 07, 2010

EMPREGO OU SUB-EMPREGO

Li numa revista de economia que o desemprego vem caído no Brasil desde os anos 90. Mas não se pode confundir emprego com sub-emprego. Botar gasolina num carro é emprego? Lavar pratos num bar é emprego? Passar o dia subindo e descendo o elevador é emprego? Varrer as ruas é emprego? Trabalhar 8 hs por dia por um salário mínimo é emprego? No mundo moderno tais empregos já acabaram. 

Estamos falando não só de emprego, mas de tecnologia aplicada e de renda digna. Há mais de 20 anos as bombas de gasolina nos USA são automáticas; os elevadores são inteligentes; as máquinas lavam e esterilizam pratos, roupas.. As ruas em muitos países da Europa são escovadas e lavadas com carros-máquinas; o salário mínimo gira em torno de mil dólares para os ilegais. 
O que quero contradizer são os dados estatísticos que se divulga por aí como se o Brasil estivesse no topo do mundo. Ora, estamos no fim da fila em desenvolvimento humano. Por que estamos no fim da fila? Porque a miséria humana é o componente que leva à miséria por falta de renda. Uma e outra fazem um homem ou mulher no Brasil vender sua consciência ou sua honra por 50 Reais ao um político ou cafetão.